TRADUZINDO

WebRádio Cultura Viva

domingo, 20 de dezembro de 2015

SOBRE FABÍOLA, SOCIEDADE E HIPOCRISIA




















Vamos lá. Minha vez de falar de Fabíola.

Em meio ao bombardeio do episódio que todas as pessoas já conhecem li uma frase de um internauta que dizia: “Deus perdoa. A internet não”.

Pois é! Começo meu texto com traços religiosos. Atirem as pedras! Digam que isso não é de Deus e que Jesus condena o adultério. Sigam os passos de Jesus.

Só que não...

Se estivéssemos no tempo do apedrejamento na adúltera, eu sei de que lado eu estaria. E sei também de que lado estaria tantos e tantas que vivem gritando “amém” e “aleluia”. Aqueles e aquelas que dizem seguir os ensinamentos cristãos... Que acham linda a passagem bíblica em que Jesus desencoraja pessoas com uma única frase: “Atirem a primeira pedra...”

É muito hipocrisia.

Fico imaginando quantas pessoas eu conheço que tem ou teve um relacionamento com uma pessoa casada, ou que seja casada e tenha “alguém por fora”, e esteja com pedras na mão, atirando sem escrúpulos ou culpa.


Então é bom alertarmos aos paladinos da santidade e às imaculadas do Senhor: Pisem em ovos. Qualquer um, ou QUALQUER UMA principalmente, tendo em vista a imposição patriarcal da sociedade (pra não dizer machista) pode ser a próxima vítima da fila.

Gritar aleluia, dizer que segue os passos de Jesus e não aprender nada do que Ele falou, é uma hipocrisia cristã.

E a hipocrisia serve também para as pessoas que seguem outras doutrinas ou que sequer acreditam em passos religiosos, mas também se colocaram como ofendidas com a situação.

Perdoem-me a expressão. Mas a sociedade continua mergulhada numa escrotidão sem tamanho.

Os erros do episódio foram todos expostos pelos quatro cantos da rede. Do adultério às agressões... Uma exposição desnecessária. Até porque sabemos quantas pessoas se julgam puritanas nesse belo mundo de mentirinha. São exatamente essas pessoas que se acham no direito de julgar a vida alheia.

Meu único desejo é que tudo acabe bem para os envolvidos. Mas que isso seja decidido por eles. Porque eles é que são os verdadeiros interessados na história. E são eles que continuarão pagando suas contas no fim do mês, com seu trabalho, pois, ao que consta, são profissionais competentes.

A sociedade pouco mirou no amante, que já está curtindo o perdão da esposa. Mas mirou em cheio na mulher. E vai continuar mirando mesmo se ela receber o perdão do seu marido. Sabem por que né?! Nem preciso desenhar.

Talvez nenhuma pessoa ligada aos envolvidos leia esse posicionamento, mas fica aqui meu desejo (SINCERO) de que eles possam resolver tudo da melhor forma para todo mundo a quem REALMENTE interessa.

Boa vida. E boa sorte.



(André Agostinho – Coordenador do Blog DIRETOdosMANGUEZAIS e Rádio Cultura Viva.)
http://diretodosmanguezais.blogspot.com.br/2015/12/sobre-fabiola-sociedade-e-hipocrisia.html



Nenhum comentário: