TRADUZINDO

WebRádio Cultura Viva

sexta-feira, 15 de julho de 2011

UM BRILHO DIFERENTE

Uma relação de amor entre o dono da poesia (EU) e o seu chão (PERNAMBUCO).


Ele encanta o povo do planeta
E é um esbravejante guerreiro
Para isso só usa um pandeiro,
A mente, um papel e uma caneta
Ele rasga o universo tal cometa
Força assim é difícil encontrar
Uma cultura tão forte assim não há
Tem raiz, tem bravura, é imponente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar


É um bravo, um embaixador da vida
Tradição, religioso e profano
Resistência que cresce ano a ano
Com seus blocos que passam na avenida
Mais querido que a pátria mãe querida
Tudo aqui é história pra contar
Seus batuques vieram pra ficar
De uma forma real e permanente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

Tudo sempre será passo adiante
Se for feito em solo pernambucano
Tem sotaque, tem jeito soberano
Já foi palco de lutas de gigantes
Sua autenticidade irradiante
Faz com que dê para imaginar
Que se algum dia tudo isso aqui findar
Todo o resto se torna decadente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

O seu toque é bonito e profundo
Treme o chão com seu baque firme e forte
Chego a achar que é o leão do norte
Responsável pelo girar do mundo
Seu poder enfeitiça num segundo
Só seu nome já pode deslumbrar
Tem beleza no céu, no chão, no ar
Até mesmo seu brilho é diferente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

Sinto a força que tem a tradição
No toque rural do maracatu
Mesma força que vejo em Exu
Por ser terra do mestre Gonzagão
Ludujero é saudade e saudação
Azulão faz o povo forrozar
Ivanildo começa a violar
E os aplausos se encontram com o repente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

Frevo, baque virado, caboclinho
Engrandecem o nosso carnaval
Som presente, perfeito e imortal
Tudo isso é o poder do nosso ninho
Um tesouro do nosso pergaminho
É um prazer ver o galo desfilar
E o Nação Pernambuco apresentar
Suas evoluções independentes
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

E o mangue que o mundo aplaudiu
Chico Science fez tudo estremecer
O seu toque fazia acontecer
Um som contagiante no Brasil
Isso aqui foi Pinzon quem descobriu
Antes mesmo de Cabral chegar
Se o mundo você quer enxergar
A real sensação aqui se sente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

Alegria chega a Caruaru
De carona com o trem do forró
O balanço é vital, levanta pó
Assim como o som do mestre Salu
Bacamarteiros vêm de norte a sul
Com seus tiros que dão para escutar
Onde vida houver nesse lugar
Algo assim de um jeito envolvente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

E o pandeiro de Caju e Castanha
Mostra a força que tem o embolador
Um embalo de tom devastador
Cada tema é um lema que se assanha
O cavalo-marinho é força estranha
Algo feito para contemplar
Enfeitiça no jeito de dançar
Vara até madrugada é valente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

O frevo, à Capiba unido é
Assim como Recife e suas pontes
Como Jaboatão tem os seus montes
A ciranda e o balanço da maré
Como Olinda e o Alto da Sé
O Cabo e seu imenso mar
Como o forte de Itamaracá
Que não pode passar indiferente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

O cangaço é ligado à Lampião
Como o artesanato à Vitalino
Vassourinhas que é o nosso hino
Tem a cara de todo folião
Assim como Asa Branca e o sertão
Acauã vendo a seca se firmar
Como o coco de roda e o ganzá
Repentista e a viola sempre à frente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

É o chão onde a força se reflete
Resistência é o nosso sobrenome
São dez letras que formam o seu nome
E nenhuma das letras se repete
Relembrando Raimundo, aqui se veste
De vaqueiro, pra  missa  celebrar
Tem timbu e tem cobra pra jogar
com o leão da ilha que é valente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

Tem Gregório Bezerra cidadão
Tem a força do nosso Josué
Paulo freire mostrando como é
Que se luta pela educação
Frei Caneca e a revolução
E Diógenes Arruda a lutar
Tem Dom Helder que aqui veio morar
E mostrou todo o ato consciente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar

Se escutar uma voz dizendo fique
É melhor escutar com precisão
Pois será a voz do seu coração
Mentalize essa idéia, intensifique
Observe as belezas de Buíque
Belo clima que há em Gravatá
Garanhuns com seu jeito de inspirar
E Triunfo, beleza convincente
Pernambuco é o retrato dessa gente
Só se vendo para acreditar



Por André Agostinho



Nenhum comentário: