TRADUZINDO

WebRádio Cultura Viva

quarta-feira, 15 de junho de 2011

(RE) POSTAGEM - PERNAMBUQUÊS

Tem coisas que são tão particulares de um povo, que só explicando a história para uma outra comunidade, até dentro do mesmo país, possa entender. Exemplo: PIRANGUEIRO. Conta a  história, que tudo começou com um navio, onde seu dono era "mão de vaca". O nome do navio: PIRANGUEIRO. E o apelido entre os trabalhadores do cais do Recife pra quem não abria a mão nem pra dar tchau, era PIRANGUEIRO, numa alusão ao dono do tal navio. O termo "pegou" e passou por várias gerações.

Uma identidade forte dos pernambucanos é seu sotaque. Por exemplo: Tem expressões que no nosso cotidiano são nomes de doenças e se transformam em significados para aumentar algum tema em questão. Por exemplo: "Esta festa tá boa que só a febre do rato". Ou então: "Que cara chato da moléstia (ou mulesta)".

Se você se interessa por este assunto, uma boa pedida é  e dar uma conferida nos significados. Então é só clicar AQUI. O que tu tá esperando "cabra"?


Nenhum comentário: